sábado, 2 de julho de 2011

Resenha: Para Sempre

Eu queria muito fazer um post sobre "livros para férias" ou uma lista de "desejos", mas estou com muita preguiça e terei que adiar isso #cry. O desejo para fazer isso veio com minha liberdad... Que dizer, com minhas férias que começaram hoje #party


Como eu não estou com essa disposição, de fazer a listinha, decidi fazer a resenha de "Para Sempre". Confesso que quase esqueci que eu tinha esse livro, foi uma surpresa quando o encontrei na minha estante. Como eu não lembrava mais nada da historia eu fui lê-lo novamente.


Eu sabia que o livro é de romance, está na cara, mas só não tinha imaginado que era nessas proporções! Eu fiquei o livro todo comparando o mocinho, Damen, com o Edward, de Crepúsculo, e não achei muitas diferenças. 


Aviso: Comparar eles não foi um ato voluntario, eu só li poucos capítulos e boom, Edward não saiu da minha cabeça. Só que a principal, Ever, tem aspectos para chamar a atenção do Damen (o "príncipe encantado" do livro), já  a Bella... Não.


Ever Bloom era a típica adolescente estadunidense que poderia ser considerada "fútil" e "perfeitinha" demais, só que ela perdeu tudo depois de um acidente de carro. Seus pais e sua irmã morreram e por algum "milagre" #cofcof ela sobreviveu. Não tendo com quem ficar, ela vai morar com sua tia Sabine, em outra cidade. 


Depois de acordar no hospital ela percebe que pode ver uma coisa colorida envolvendo as pessoas, algo chamado "aura". Além dessa nova capacidade ela pode falar com sua irmã morta, ler pensamentos e conhecer a vida toda de um indivíduo com um simples toque. 


Para tentar evitar tantas coisas "penetrando" em sua mente, ela começa a ir para sua nova escola com um Ipod cheio de musicas "bem pesadas" e começa a usar moletons com capuz. Ever não consegue mais suportar ser diferente, ela só queria sua vida de "normal" novamente. 


Mas tudo muda quando um novato, chamado Damen, entra na escola. Quando ela está perto dele os pensamentos dos outros param de aparecer em sua mente. Como seja não fosse esquisito isso para ela, Ever não consegue enxergar a aura dele... E logo, ela se sente na obrigação de descobrir o porque disso!





Não esqueça de comentar!

4 comentários:

  1. =D
    Realmente, depois de ler crepúsculo, quando olhamos uma hst parecida, comparamos.
    É normal!
    Parabéns flor!

    ResponderExcluir
  2. Eu to querendo ler esse livro, mas tenho em mente que não devo ter expectativas. rsrsrs

    Parabéns pela resenha,

    Beijos,
    Mah
    http://livroecoracao.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Alyson estar super famosa na Blogosfera os livros dela devem ser ótimos

    http://aleitoracassia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Super adorei esse livro!! Mas não sobrou dinheiro pra comprar a continuação...mimimimi adivinha se não estou mega ansiosa?? hahaha

    ResponderExcluir